• Procuradorias
  • PRT Porto Alegre
  • Ministério Público do Trabalho e Governo do Rio Grande do Sul assinam acordo de cooperação para combate ao trabalho escravo

📅 Atenção! Devido ao estado de calamidade pública, os prazos nos procedimentos do MPT-RS que vencerem neste período ficam prorrogados até 6/6, com exceção dos casos urgentes, relativos à calamidade pública, e os declarados pelo(a) membro(a) oficiante. Ademais, faculta-se ao(à) membro(a) oficiante a realização de audiências na modalidade telepresencial.


☎️ O atendimento ao público segue pelos canais online e, no horário de expediente, pelos seguintes telefones:

PRT Porto Alegre (51) 3252-1500
PTM Caxias do Sul (54) 3201-6000
PTM Novo Hamburgo (51) 3553-7250
PTM Passo Fundo (54) 3316-4300
PTM Pelotas (53) 3310-7700
PTM Santa Cruz do Sul (51) 3740-2550
PTM Santa Maria (55) 3174-1200
PTM Santo Ângelo (55) 3931-3300
PTM Uruguaiana (55) 3414-4800

⚠️ Recomendação nº 1/2024: emissão gratuita de atestados de exposição a enchentes
⚠️ Recomendação nº 2/2024: adoção de medidas trabalhistas alternativas e diálogo social

Ministério Público do Trabalho e Governo do Rio Grande do Sul assinam acordo de cooperação para combate ao trabalho escravo

Procurador-geral do trabalho José de Lima Ramos Pereira estará em Porto Alegre nesta sexta-feira, dia 17, para assinar acordo com o governador Eduardo Leite

Acordo foi proposto por José de Lima Ramos ao governador Eduardo Leite em audiência no dia 8. Foto: Carlos André Moreira - Ascom/MPT-RS
Acordo foi proposto por José de Lima Ramos ao governador Eduardo Leite em audiência no dia 8. Foto: Carlos André Moreira - Ascom/MPT-RS

     O procurador-geral do trabalho, José de Lima Ramos Pereira, vai assinar, junto com o governador do Estado, Eduardo Leite, um acordo de cooperação interinstitucional entre o Ministério Público do Trabalho e o Governo do RS para o combate ao trabalho em circunstâncias análogas à escravidão. A assinatura será realizada na manhã desta sexta-feira, dia 17, às 9h, no Palácio Piratini. Haverá uma breve entrevista coletiva com ambos após o encontro.

     O acordo, apresentado pelo procurador-geral ao governador em audiência no ultimo dia 8, inclui compartilhamento de informações e de recursos humanos, dentro das atribuições de cada instituição, para pôr em prática planos de ação visando à erradicação do trabalho em condições análogas às de escravo e do tráfico de pessoas. A cerimônia também terá a presença do procurador-chefe do MPT-RS, Rafael Foresti Pego, e da vice-procuradora-chefe Mariana Furlan Teixeira.

Tags: Março

Imprimir