📅 Atenção! Devido ao estado de calamidade pública, os prazos nos procedimentos do MPT-RS que vencerem neste período ficam prorrogados até 6/6, com exceção dos casos urgentes, relativos à calamidade pública, e os declarados pelo(a) membro(a) oficiante. Ademais, faculta-se ao(à) membro(a) oficiante a realização de audiências na modalidade telepresencial.


☎️ O atendimento ao público segue pelos canais online e, no horário de expediente, pelos seguintes telefones:

PRT Porto Alegre (51) 3252-1500
PTM Caxias do Sul (54) 3201-6000
PTM Novo Hamburgo (51) 3553-7250
PTM Passo Fundo (54) 3316-4300
PTM Pelotas (53) 3310-7700
PTM Santa Cruz do Sul (51) 3740-2550
PTM Santa Maria (55) 3174-1200
PTM Santo Ângelo (55) 3931-3300
PTM Uruguaiana (55) 3414-4800

⚠️ Recomendação nº 1/2024: emissão gratuita de atestados de exposição a enchentes
⚠️ Recomendação nº 2/2024: adoção de medidas trabalhistas alternativas e diálogo social
⚠️ Recomendação nº 3/2024: adoção de medidas de saúde e segurança do Trabalho em atividades de retomada

São assinados os contratos de edificação e fiscalização de obras da nova sede do MPT-RS

Empresas foram selecionadas em processo licitatório; início das obras está previsto para fevereiro

Acompanhe o andamento da obra

     Foram assinados nesta quinta-feira (18), na sede do Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul (MPT-RS), os contratos de edificação e fiscalização de obras da nova sede do órgão, a ser construída no bairro Praia de Belas, na Capital. Os vencedores da licitação se reuniram com o procurador-chefe do MPT-RS, Fabiano Holz Beserra, para a assinatura dos contratos, que têm duração prevista de 18 meses. As empresas vencedoras do procedimento licitatório foram a Portonovo Empreendimentos e Construções, para a edificação, e a Clanes Assessoria, Projetos e Fiscalização em Construção Civil, para a fiscalização. As empresas foram representadas por seus presidentes, Cláudio Parreira Ryff Moreira e Nestor Schneider, respectivamente. Também participaram da reunião o procurador-chefe adjunto, Rogério Uzun Fleischmann, membro da comissão especial de licitação, o diretor industrial da Portonovo, Cleber Augusto Correa Steindorff, e os servidores do MPT-RS Ceres Ione Achutti Pedri e Carlos Carvalho Paixão Côrtes, gestores dos dois contratos, e Juliano Libraga da Silva, fiscal dos contratos.

      O prédio da sede atual do MPT-RS, na rua Ramiro Barcelos, é alugado desde 1996. O órgão é o único ramo do Ministério Público em Porto Alegre que não conta com sede própria. Além disso, com a construção da nova sede, em terreno localizado na avenida Edvaldo Pereira Paiva, o MPT ficará próximo de entidades jurídicas e órgãos públicos, concentrados no centro administrativo. Os dois contratos totalizam R$ 15.979.228,23, R$ 15.290.728,23 para as obras de fundações, estruturas e sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA), e R$ 688.500 para a fiscalização. O início das obras está previsto para fevereiro de 2015.

Cleber Steindorff, Cláudio Ryff, Fabiano Holz Beserra, Nestor Schneider, Ceres Pedri, Rogério Uzun Fleischmann, Juliano Libraga e Carlos Paixão Côrtes
Cleber Steindorff, Cláudio Ryff, Fabiano Holz Beserra, Nestor Schneider, Ceres Pedri, Rogério Uzun Fleischmann, Juliano Libraga e Carlos Paixão Côrtes

Presidente da Portonovo, Cláudio Ryff, e o procurador-chefe do MPT-RS, com maquete da obra
Presidente da Portonovo, Cláudio Ryff, e o procurador-chefe do MPT-RS, com maquete da obra

Detalhes do projeto da obra

Leia mais:

23/10/2014 - Licitação de sede própria do MPT-RS terá nova sessão em 21/11

6/11/2014 - MPT-RS realizará pregão para contratar serviço de fiscalização das obras da nova sede

Tags: Dezembro

Imprimir