Atenção: em 19/4 (sexta-feira), a PTM de Caxias do Sul não terá atendimento ao público externo

MPT-RS e MP visitam aldeia guarani em Viamão

Representantes das duas entidades inspecionaram melhorias para povoação guarani financiadas com recursos destinados pelo MPT-RS

     O procurador do Ministério Público do Trabalho em Porto Alegre Ivan Sérgio Camargo dos Santos e o promotor de Justiça Eduardo Viegas, da Promotoria de Justiça Regional da Restinga, estiveram, na tarde desta sexta-feira, na comunidade Mbya Guarani Tekoá Pindó Mirim, na Estrada do Gravatá, em Itapuã, Viamão. A visita foi realizada com o objeto de inspecionar a execução de um projeto de melhorias da infraestrutura da aldeia, que vem sendo realizado com recursos destinados pelo MPT-RS.

    Os quase R$ 400 mil já revertidos desde setembro do ano passado foram usados até agora para a melhoria da infraestrutura de cultivo e colheita de alimentos para a comunidade local. A inspeção teve a participação do ancião guarani Alcindo Werá Tupã, de 113 anos, vindo diretamente de Biguaçú, Santa Catarina, para ver o que está sendo realizado na aldeia.

     A comunidade está localizada numa área em que a terra é de difícil cultivo por haver sido antes zona de extração de eucalipto. Com os recursos, oriundos de acordos extrajudiciais e multas por indenizações a título de danos morais coletivos em diversos procedimentos sob responsabilidade do MPT-RS, a Escola Estadual Indígena de Ensino Fundamental Nhamandu Nhemopu'a, que administra o projeto, comprou um trator e implementos, construiu um galpão e uma cozinha comunitária, entre outras melhorias. Como resultado, a comunidade ampliou o território cultivado e diversificou culturas, podendo ampliar as plantações de milho e melancia, mandioca e batata, alem de outras culturas, como amendoim e porongos para artesanato.

     "Um dos aspectos da missão do MPT-RS é defender a população indígena, e muitas comunidades próximas a centros urbanos maiores têm dificuldades de subsistência. Esse projeto tem o foco de aperfeiçoar os meios para que essa comunidade integre em sua cultura equipamentos que melhorem a infraestrutura do lugar", diz o procurador do MPT-RS Ivan Sérgio Camargo dos Santos.

     Uma segunda etapa do projeto, que terá outros R$ 400 mil destinados em breve, será utilizada para aprimorar a infraestrutura de saneamento básico e de moradia

Texto: Carlos André Moreira (reg. prof. MT/RS 8553)
Fixo Oi (51) 3284-3086 | Móvel Claro (51) 99977-4286 com WhatsApp | prt04.ascom@mpt.mp.br
www.facebook.com/mptnors | https://twitter.com/mpt_rs | www.instagram.com/mpt.rs

Tags: Janeiro

Imprimir