📅 Atenção! Devido ao estado de calamidade pública, os prazos nos procedimentos do MPT-RS que vencerem neste período ficam prorrogados até 6/6, com exceção dos casos urgentes, relativos à calamidade pública, e os declarados pelo(a) membro(a) oficiante. Ademais, faculta-se ao(à) membro(a) oficiante a realização de audiências na modalidade telepresencial.


☎️ O atendimento ao público segue pelos canais online e, no horário de expediente, pelos seguintes telefones:

PRT Porto Alegre (51) 3252-1500
PTM Caxias do Sul (54) 3201-6000
PTM Novo Hamburgo (51) 3553-7250
PTM Passo Fundo (54) 3316-4300
PTM Pelotas (53) 3310-7700
PTM Santa Cruz do Sul (51) 3740-2550
PTM Santa Maria (55) 3174-1200
PTM Santo Ângelo (55) 3931-3300
PTM Uruguaiana (55) 3414-4800

⚠️ Recomendação nº 1/2024: emissão gratuita de atestados de exposição a enchentes
⚠️ Recomendação nº 2/2024: adoção de medidas trabalhistas alternativas e diálogo social

Mais de 900 pessoas participam do II Intercipas em Caxias do Sul

Encontro sobre saúde e segurança do trabalhador reuniu no SESI representantes de entidades, empresas e CIPAs

     Cerca de 900 pessoas prestigiaram o II Intercipas, evento promovido pelo Serviço Social da Indústria (SESI), que integra as ações do Projeto Cipa 2014 (desenvolvido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT), Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest/Serra) e Sindicatos.

Público se atualizou e se divertiu no Centro Poliesportivo do SESI
Público se atualizou e se divertiu no Centro Poliesportivo do SESI

     A saudação inicial realizada pelo diretor superintendente do SESI-RS, Edison Lisboa, destacou as ações do SESI em benefício do trabalhador da Indústria. “A prevenção é a base do SESI, e ainda temos muito para avançar, queremos melhorar o estilo de vida, tornando o trabalhador mais saudável”, salientou.

     Logo após, o procurador Ricardo Garcia explicou a importância da CIPA nas organizações. “Onde existe CIPA atuante, tenho certeza de que todo o restante funciona”, observou. Além disso, Garcia falou sobre os valores gastos com trabalhadores vítimas de acidentes. “Muitas vezes as pessoas se mostram indignadas com investimentos em obras públicas, como no caso da construção dos estádios para a Copa, mas esquecem de que o valor empregado na indenização dos trabalhadores acidentados é bem maior”, criticou.

     O presidente do Conselho Consultivo do SESI, Orlando Antonio Marin, salientou o crescimento da instituição nos últimos cinco anos, “Nesse período, foi necessário triplicar a estrutura de pessoas para atender as demandas da região. Isso demonstra o crescimento da cidade e, sobretudo, o empenho de diversos órgãos em melhorar a saúde da população. Fiz o curso de CIPA e posso dizer que foi uma das melhores coisas que poderia ter feito”, relatou.

     Conforme o  técnico de segurança do SESI Wagner Fabri, em 2.013 foram preparados 1.730 cipeiros. Em 2.014, o número de trabalhadores capacitados passa de 1,5 mil, com aumento de 50% em relação ao ano anterior. “Esse crescimento foi causado pelas ações realizadas pelo MTE e MPT na busca pelo fortalecimento das Comissões.”

     O engenheiro mecânico e de segurança do trabalho e também membro do Núcleo de Estudos de Riscos de Processos Industriais (Nerpi), da Universidade Federal Fluminense (UFF), Armando Campos, realizou a palestra “A importância da CIPA na prevenção de acidentes”. De uma forma descontraída, Campos levou o público a refletir sobre a prevenção. “Precisamos aprender a antecipar os fatos. O cipeiro precisa ouvir as pessoas e criticar quando necessário, sem medo de ser julgado pelos colegas”, ensinou.

Edison Lisboa, Ricardo Garcia, Orlando Marin e Armando Campos
Edison Lisboa, Ricardo Garcia, Orlando Marin e Armando Campos

     Em seguida, foram apresentados cases de sucesso de empresas locais que seguiram a risca os preceitos e a importância do papel da CIPA dentro da empresa. Depois, os participantes descontraíram-se com o Show do Guri de Uruguaiana. O evento encerrou-se com um coquetel e um bate-papo.

     O encontro faz parte do Projeto CIPA, que vem sendo desenvolvido pelo MTE em conjunto com o MPT, desde janeiro desse ano, e que tem como principal objetivo ressignificar o papel da CIPA nas indústrias. A iniciativa já demonstra resultados. Em 2014, o número de acidentes de trabalho em Caxias do Sul reduziu-se em 40% no primeiro semestre.

Guri de Uruguaiana apresentou-se no final do evento dos cipeiros de Caxias do Sul
Guri de Uruguaiana apresentou-se no final do evento dos cipeiros de Caxias do Sul

     Ao final do evento, os participantes receberam a edição nº 1 do "Jornal da Saude e da Segurança do Trabalhador", especial sobre o Projeto CIPA. A publicação será trimestral.

     Clique aqui para acessar o jornal.

Texto: Daniela Fagundes (Dani Assessoria)
Foto inferior: Douglas Trancoso
Fotos e supervisão: Flávio Wornicov Portela (reg. prof. MTE/RS 6132)

Tags: Agosto

Imprimir