⚠️ Atenção! Devido ao estado de calamidade pública, os prazos nos procedimentos do MPT-RS que vencerem neste período ficam prorrogados até 6/6, com exceção dos casos urgentes, relativos à calamidade pública, e os declarados pelo(a) membro(a) oficiante.

Ademais, faculta-se ao(à) membro(a) oficiante a realização de audiências na modalidade telepresencial.


O atendimento ao público segue pelos canais online.

Recomendação nº 1/2024: emissão gratuita de atestados de exposição a enchentes
Recomendação nº 2/2024: adoção de medidas trabalhistas alternativas e diálogo social

Saúde do trabalhador nas arrozeiras será debatida em Pelotas

MPT é um dos promotores do Seminário que apresentará o "Diagnóstico sobre as Condições de Trabalho nos Engenhos de Arroz do RS"

     Clique aqui para baixar do Flickr fotos (em alta definição) exibidas no slide show abaixo (autor: Divulgação CNTA Afins).

     O Seminário "Saúde do Trabalhador nas arrozeiras" será realizado, no dia 14 de abril, das 9h às 16h, no Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias e Cooperativas da Alimentação de Pelotas (Sticap), localizado na rua Almirante Barroso, 3.124, Centro. Na oportunidade, será apresentado o relatório da pesquisa "Diagnóstico sobre as Condições de Trabalho nos Engenhos de Arroz do RS - DIGA". A investigação ocorreu nas indústrias das regiões de Pelotas, Dom Pedrito, Camaquã, Bagé, Alegrete e São Gabriel.

     O Ministério Público do Trabalho (MPT) é um dos promotores do evento. Também promovem o encontro a Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA Afins), o Sticap, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Bagé e Região (STIA Bagé), o Sindicato dos Trabalhadores nas Industrias da Alimentação de Camaquã e Região (STIACR) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), responsáveis pela pesquisa.

     O objetivo é debater e sugerir soluções com todos os segmentos envolvidos e preocupados com a saúde do trabalhador, incluindo Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), Câmaras Municipais, Prefeituras e Conselhos Municipais de Saúde, entre outros. A partir de questionários, foi possível elaborar diagnóstico e construir banco de dados sobre condições concretas de trabalho e de vida dos trabalhadores.

     O setor do arroz foi escolhido por apresentar maior número de acidentes com mortes em relação aos outros segmentos da alimentação. Além disso, os funcionários das arrozeiras são os que mais procuram os Sindicatos, com doenças ocupacionais como lesão por esforço repetitivo (LER) e surdez, entre outras. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3276-9811 da Sala de Apoio da CNTA/SUL.

Programação

9h - Abertura
Presidente da CNTA Afins, Arthur Bueno de Camargo
Presidente do Sindicato da Alimentação de Pelotas, Lair de Mattos
Procuradora do Trabalho do MPT em Pelotas Rubia Vanessa Canabarro
Procurador do Trabalho do MPT em Caxias do Sul e coordenador estadual do Projeto de Adequação das Condições de Trabalho nos Frigoríficos, Ricardo Garcia
Auditor Fiscal do Trabalho no Ministério do Trabalho e Previdência Social/RS Mauro Marques Müller
Presidente do Sindicato de Camaquã, Luis Carlos Cardoso
Presidente do Sindicato da Alimentação de Bagé, Luis Carlos Cabral
Médico do Sindicato da Alimentação de Pelotas e Secretário de Saúde de São Lourenço do Sul, Arilson Cardoso

9h40min - Apresentação do Projeto Diagnóstico sobre Condições de Trabalho nos Engenhos de Arroz (DIGA)
Moderador: especialista em Segurança do Trabalho do Sindicato da Alimentação, Jaqueson Leite de Souza
Apresentador: professor, sociólogo e pesquisador da Ufrgs, Paulo Albuquerque

10h20min Pausa para o Café

10h45 Mesa de Trabalho
Procuradora do Trabalho do MPT em Pelotas Rubia Vanessa Canabarro
Auditor Fiscal do Trabalho no Ministério do Trabalho e Previdência Social/RS Mauro Marques Müller
Procurador do Trabalho do MPT em Caxias do Sul e coordenador estadual do Projeto de Adequação das Condições de Trabalho nos Frigoríficos, Ricardo Garcia
Fisioterapeuta do Trabalho e Especialista em Ergonomia, Carine Taís Guagnini Benedet

Médico do Sindicato da Alimentação de Pelotas, Arilson Cardoso

14h Debates e encaminhamentos


Texto: Flávio Wornicov Portela (reg. prof. MTPS/RS 6132)
Fixo Oi (51) 3220-8327 | Móvel Claro (51) 9977-4286 com WhatsApp
prt4.ascom@mpt.mp.br | facebook.com/MPTnoRS | twitter.com/mpt_rs

Tags: Março

Imprimir