⚠️ Atenção! Devido ao estado de calamidade pública, os prazos nos procedimentos do MPT-RS que vencerem neste período ficam prorrogados até 6/6, com exceção dos casos urgentes, relativos à calamidade pública, e os declarados pelo(a) membro(a) oficiante.

Ademais, faculta-se ao(à) membro(a) oficiante a realização de audiências na modalidade telepresencial.


O atendimento ao público segue pelos canais online.

Recomendação nº 1/2024: emissão gratuita de atestados de exposição a enchentes
Recomendação nº 2/2024: adoção de medidas trabalhistas alternativas e diálogo social

Recursos destinados pelo MPT-RS viabilizam compra de equipamentos para combate a incêndios em Uruguaiana

Máquinas sopradoras foram entregues à corporação na tarde de quarta-feira, e serão utilizadas para o combate a fogo em vegetação, incidentes recorrentes na região

Procuradores da unidade de Uruguaiana participaram da entrega de equipamento financiado com recursos destinados pelo MPT-RS
Procuradores da unidade de Uruguaiana participaram da entrega de equipamento financiado com recursos destinados pelo MPT-RS
 

    A unidade do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Uruguaiana realizou, na quarta-feira, 9/2, a entrega oficial ao Corpo de Bombeiros do município de duas máquinas sopradoras para uso no combate direto a incêndios em vegetação. A entrega foi realizada com a presença dos procuradores do MPT-RS em Uruguaiana, Hermano Martins Domingues e Franciele D’Ambros. Esta é mais uma destinação realizada aos Bombeiros de Uruguaiana pelo MPT – que, nos últimos dois anos, reverteu à corporação mais de R$ 300 mil em valores que auxiliaram na compra de ferramentas especializadas e até de uma nova viatura.

     Em um projeto apresentado com intermediação do Rotary Club de Uruguaiana Cruzeiro do Sul, os Bombeiros receberam recursos para a aquisição de dois “sopradores costais” motorizados, máquinas que têm o objetivo de tornar mais rápido e eficiente o combate direto a incêndios em vegetação. O combate direto se dá quando, por questões de topografia, logística ou pela própria natureza do incêndio, bombeiros precisam prescindir de viaturas e atuar diretamente nos focos de fogo, a pé e com auxílio de ferramentas especializadas.

     Esse tipo de incêndio é uma das ocorrências mais comuns atendidas pelo pelotão dos Bombeiros na região, especial nos meses de dezembro a março, em que o verão e eventuais estiagens ressecam pastagens e tornam os campos mais inflamáveis – de dezembro de 2021 a março de 2022, por exemplo, foram 191 incêndios desse tipo atendidos na região.

Máquina será usada em combates diretos a incêndios em vegetação
Máquina será usada em combates diretos a incêndios em vegetação

     As ferramentas sopradoras – que são carregadas pelo bombeiro como uma mochila e propelem ar em alta velocidade por um cano, vêm sendo avaliadas como mais eficientes do que outras opções para o combate direto, como abafadores ou bombas costais – as sopradoras podem ser utilizadas por mais tempo sem reabastecimento e oferecem menor desgaste físico ao operador.

     DESTINAÇÕES

     Desde 2021, o MPT-RS já reverteu para o Corpo de Bombeiros de Uruguaiana R$ 315.670,00 em recursos para aperfeiçoamento de infraestrutura e compra de equipamentos com o objetivo de ampliar a capacidade de atuação da corporação no município e na região. Em 2021, foram revertidos cerca de R$ 20 mil para a aquisição de sete motosserras empregadas em ocorrências atendidas pelo Corpo de Bombeiros. Os equipamentos facilitam trabalhos de remoção e de atendimento a emergências decorrentes de quedas de árvores.

     Em 2022, houve a destinação de R$ 97.854,00 para a compra de uma ferramenta elétrica especializada, com a finalidade de executar ações de corte, tração, alargamento e esmagamento, necessárias para a liberação de vítimas que fiquem presas nas ferragens após acidentes veiculares. No ano passado, também entregue uma viatura-resgate adquirida com R$ 189 mil destinados ao Projeto Trânsito Seguro – Em Defesa da Vida.

     Já os R$ 10 mil necessários para a sopradora vieram de um Termo de Ajuste de Conduta assinado com uma empresa de telecomunicações após a instauração do Inquérito Civil nº 000135.2019.04.005/6, para averiguar as circunstâncias de um acidente de trabalho. Inquérito Civil 000053.2020.04.005/7, instaurado para investigar questões de acidentes de trabalho.

     IC 000135.2019.04.005/6 - 100

Tags: Fevereiro

Imprimir