• Procuradorias
  • PRT Porto Alegre
  • Comitê Gestor do dano Moral de Brumadinho destina R$ 2, 2 milhões para apoiar vítimas de desastres no Rio Grande do Sul

📅 Atenção! Devido ao estado de calamidade pública, os prazos nos procedimentos do MPT-RS que vencerem neste período ficam prorrogados até 6/6, com exceção dos casos urgentes, relativos à calamidade pública, e os declarados pelo(a) membro(a) oficiante. Ademais, faculta-se ao(à) membro(a) oficiante a realização de audiências na modalidade telepresencial.


☎️ O atendimento ao público segue pelos canais online e, no horário de expediente, pelos seguintes telefones:

PRT Porto Alegre (51) 3252-1500
PTM Caxias do Sul (54) 3201-6000
PTM Novo Hamburgo (51) 3553-7250
PTM Passo Fundo (54) 3316-4300
PTM Pelotas (53) 3310-7700
PTM Santa Cruz do Sul (51) 3740-2550
PTM Santa Maria (55) 3174-1200
PTM Santo Ângelo (55) 3931-3300
PTM Uruguaiana (55) 3414-4800

⚠️ Recomendação nº 1/2024: emissão gratuita de atestados de exposição a enchentes
⚠️ Recomendação nº 2/2024: adoção de medidas trabalhistas alternativas e diálogo social

Comitê Gestor do dano Moral de Brumadinho destina R$ 2, 2 milhões para apoiar vítimas de desastres no Rio Grande do Sul

Valores são oriundos de indenização para pela Vale como dano moral coletivo do desastre ambiental de 2019 

Destinações serão revetridas para o Governo do Estado, para o FRBL do MP e para associação de vítimas. Foto: Concresul, divulgação
Destinações serão revetridas para o Governo do Estado, para o FRBL do MP e para associação de vítimas. Foto: Concresul, divulgação

     O Comitê Gestor dos recursos de Brumadinho vai destinar R$ 2.2 milhões para apoio a ações sociais e humanitárias no Rio Grande do Sul. Os recursos provêm da verba indenizatória por dano moral coletivo referente ao caso do rompimento da Barragem na Mina Córrego do Feijão em Brumadinho (MG), em 2019. A decisão foi tomada em reunião extraordinária, realizada na última sexta-feira, dia 10 de maio, pelos representantes dos órgãos públicos e entidades integrantes do Comitê Gestor.

     O valor será distribuído entre três destinações: R$ 1 milhão vai para o Fundo para Reconstituição de Bens Lesados (FRBL) do Ministério Público do Rio Grande do Sul, revertido ao apoio das vítimas das enchentes no estado; R$ 1 milhão para a conta indicada pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul, destinado ao socorro emergencial através do programa "SOS Rio Grande do Sul" e R$ 200 mil para a Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria.

     "Essa decisão é mais uma iniciativa do Comitê Gestor em apoio às comunidades afetadas por grandes desastres, reafirmando o compromisso das instituições em promover ações de solidariedade e reconstrução em momentos de crise. As providências administrativas e judiciais para a liberação das destinações aprovadas serão tomadas com a máxima brevidade possível", informa o representante do MPT no Comitê Gestor, procurador do MPT-MG Geraldo Emediato de Souza.

     O COMITÊ

     A Vale S/A pagou R$ 400 milhões, a título de reparação pelo dano moral coletivo em razão do rompimento da barragem da Mina de Córrego do Feijão em Brumadinho. A gestão desses recursos é realizada por um comitê constituído de representantes do Ministério Público do Trabalho em Minas Gerais (MPT-MG), do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT-MG), da Defensoria Pública da União (DPU) e da Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos do Rompimento da Barragem Mina Córrego Feijão Brumadinho (AVABRUM).

      Presidida pelo procurador do Trabalho e Coordenador do Grupo Especial de Atuação Finalística (GEAF), Geraldo Emediato de Souza, a reunião que determinou a doação ao RS contou ainda com a presença da juíza do Trabalho Vivianne Celia Ferreira Ramos Correa, do procurador do Trabalho Aurelio Agostinho Verdade Vieito, do defensor Público Federal João Márcio Simões e da representante da AVABRUM, Josiane de Oliveira Melo.

     O valor total da indenização pelo dano moral na esfera trabalhista, de R$ 400 milhões, pago integralmente pela Vale S.A, em agosto de 2019, já foi revertido em benefício das diversas comunidades afetadas, ao longo do curso do Rio Paraopeba. Ao todo, foram 128 projetos contemplados. "Agora, estamos contemplando outros projetos com o valor resultante da correção monetária e dos juros acumulados ao longo dos anos", explica Emediato.

    PARCERIA INSTITUCIONAL

     Nesta semana, o MPT-RS também articulou parceria com o Fundo de Reconstituição de Bens Lesados, gerido pelo MP-RS, para abrir mais uma opção de reversões de valores de forma ágil às vítimas das enchentes no Estado.

     A procuradora-chefe do MPT-RS, Denise Maria Schellenberger Fernandes, e a vice-procuradora-chefe, Martha Diverio Kruse, enfatizam a grande disposição e solidariedade dos colegas do MPT de todo o país em fazer destinações para auxiliar na mitigação dos impactos da crise local. "Nós do MPT-RS, cientes das dificuldades enfrentadas pelo estado do RS e em especial pelas pessoas trabalhadoras da nossa comunidade, agradecemos comovidamente a onda de solidariedade oriunda de todo o país, e seguimos a postos e disponíveis para cumprir nosso mister constitucional", afirmou a procuradora-chefe.

     ATUAÇÃO DO MPT

     Os valores obtidos pelo MPT em sua atuação são revertidos à comunidade local, através de projetos de entidades sem fins lucrativos e órgãos públicos. Veja em nosso Instagram @mpt.rs mais projetos beneficiados e como cadastrá-los.

     COMO DENUNCIAR

     O MPT se solidariza com todas as pessoas afetadas pela situação de calamidade em nosso Estado. O órgão segue atuante e atento às irregularidades trabalhistas já existentes e às provocadas ou agravadas por essa situação.

     Denúncias podem ser feitas pelo nosso site, PRT4.MPT.MP.BR ou pelo link direto https://bit.ly/mpt_denuncie.

LEIA MAIS SOBRE A ATUAÇÃO DO MPT-RS DURANTE A CRISE CLIMÁTICA

10/5/2024 - Em uma semana, MPT destinou R$ 5,2 milhões para auxílio emergencial a vítimas de enchentes no RS
10/5/2024 -
MPT expede recomendação a empregadores para adoção de medidas trabalhistas alternativas
9/5/2024-MPT recomenda a municípios gaúchos que emitam gratuitamente atestados de exposição a enchentes
9/5/2024 -
MPT-RS institui grupo de trabalho para acompanhar situações trabalhistas na crise climática
9/5/2024 -
MPT destina R$ 3,5 mi para auxílio emergencial a vítimas de enchentes no RS
9/5/2024 -
MPT em Santo Ângelo destina R$ 691 mil à Defesa Civil para auxílio emergencial das enchentes
8/5/2024 -
Acordo de Cooperação Técnica viabiliza a destinação de verbas da atuação do MPT para Fundo de Reconstituição de Bens Lesados gerido pelo MP-RS
8/5/2024 -
MPT em Passo Fundo destina R$ 250 mil para combate às enchentes no Estado
7/5/2024 -
MPT empresta radiocomunicadores para equipe da BM em ação no Shopping Pontal
7/5/2024 -
MPT suspende por 30 dias prazos em seus procedimentos em todo o Estado devido a estado de calamidade pública
6/5/2024 -
MPT em Caxias do Sul destina R$ 283,4 mil para vítimas de enchentes na Serra

Tags: 2024, Junho

Imprimir